28 de ago de 2014

Los Madruga volta às atividades após seis meses parada


Após seis meses parados, a Los Madruga (Punk Rock) voltou com força total às atividades. Ontem, 27, o grupo esteve ensaiando no estúdio Sky, em preparação aos dois shows que oficializarão a volta da banda aos palcos. O quinteto que conquistou o público com os sucessos de ‘Sem rumo e sem Direção’ e ‘Legião dos Mortos Vivos', estará neste sábado, 30, no Coqueiros Entretenimento, fazendo a festa no evento de lançamento do cd ‘Vale das Trevas’ da Project Monster (Horror Punk).

Composta por Cristiano (Vocal), Rodrigo (Guitarra), Neto (Guitarra), Robson (Contra – Baixo) e Luandro Garcia (Bateria), a banda apresentará as novas músicas autorais, entre elas está ‘Mar de Ilusões’ que trata de um relacionamento meio cômico e o sarcasmo do eu lírico. Outra é a canção ‘ O mal que nos rodeia’ que fala sobre o mal que existe dentro de cada um de nós, como se fosse um grito de desespero de dentro para fora.  E a música chamada ‘Sopa pro azar’ que aborda o perigo noturno de um jovem boêmio.



Apesar dos boatos que rolavam na cidade sobre o possível fim da banda, o grupo mostra que veio para provar o contrário, e estão muitos ansiosos e felizes, prometendo muitas novidades e uma apresentação frenética e contagiante para animar os fãs. Serão cerca de dezesseis músicas no repertório, dessas, onze autorais como ‘Dignidade’, ‘Maldição dos setes mares’ e ‘Ator Pornô’ além de covers de Ramones e The Buzzcocks.

A expectativa segundo o vocalista da Los Madruga, Cristiano, é que todos saiam satisfeitos e felizes por ouvirem a banda depois de muito tempo parada. A desmotivação nunca foi pretexto para deixarem de compor, apesar do hiatos, a amizade entre os integrantes é uma das grandes razões para que ainda continuem ativos.

Depois do show deste sábado, o foco será o ‘Rock in Braz’ marcada para dia 13 de setembro, com as apresentações de outras bandas, de variados gêneros musicais. A Los Madruga pretende ainda, gravar um disco no final do ano para que seja lançado em 2015.



Texto e edição: Andriene Moura

Fonte: Los Madruga

0 comentários:

Postar um comentário